Get Adobe Flash player

Changer la langue du site

ptenfr

Léon Denis

Clique aqui para escutar ou baixar

 Lido por Mara

 

Dedicatória

E’ a vós, irmãos e irmãs na Humanidade, a vós todos a quem o fardo da vida curvou, a quem as lutas árduas, as angústias e as provações têm acabrunhado, que dedico estas páginas. E’ em vossa intenção, aflitos, deserdados deste mundo, que as escrevi. Humilde campeão da verdade e do progresso, pus nelas o fruto de minhas vigílias, reflexes e esperanças, tudo o que me consola e sustém nesta jornada. Oxalá acheis nelas alguns ensinos úteis, um pouco de luz para esclarecer o vosso caminho. Possa esta modesta obra ser para o vosso espírito contristado o que é a sombra para o trabalhador queimado do Sol, o que é, no deserto árido, a fonte límpida e fresca oferecendo-se ao viajor sequioso !

De « O Porquê da Vida «

 

 

Testamento moral 

 

« Ao chegar a noite da vida, hora crepuscular em que nova etapa se finda e as sombras descem céleres e cobrem todas as coisas da vida melancólica, considero então o caminho percorrido, desde a minha infância, e dirijo meus olhares para diante, para essa porta que, em breve, se me vai abrir para o além e suas claridades eternas. A essa hora, minha alma recolhe-se e liberta-se por antecipação, das amarras terrestres ; vê e compreende a finalidade da vida. Consciente de seu papel, aqui em baixo, reconhecida aos favores de Deus, não ignorando o porquê da sua vinda e de seu comportamento, bendiz a vida pelas alegrias, dores e provas salutares, reconhecendo-as como instrumentos de educação e elevação. Bendiz a vida terrestre, com o pensamento de retornar, mais tarde, em nova existência, para trablahar ainda, sofrer, aperfeiçoar-se e contribuir para o progresso deste mundo e da Humanidade. Consagrei esta existênica a serviço de uma grande causa, o Espiritismo ou Espiritualismo moderno, que, certamente, será a crença universal, a religião do porvir. Consagrei-a, distribuindo todas as minhas forças, todas as minhas faculdades, todos os recursos de meu espírito e de meu coração. Fui sempre e poderosamente amparado por meus guias invisíveis, aos quais irei juntar-me em breve. Pela causa do Espiritismo, renunciei a todas as satisfações materiais, até às da vida de família e da vida pública, aos títulos, às honras e funções, jornadeando, pelo mundo, muitas vezes só e entristecido, mas, no íntimo, feliz de pagar, assim, minha divida do passado e de me aproximar dos que me aguardam lá no Alto, na lus divina. Em abandonando a Terra, quero que os recursos que aqui deixo sejam consagrados ao serviço desta minha causa. Foi com este pensamento, com esta vontade bem firme, que organizei a lista de meus legatários. Primeiramente, com o fim de propaganda humanitária, lego ao Sr. Jean Meyer, morador na vila Montmorency, avenida Tilleuls, 11, Paris(16°), a propriedade de minhas obras, catalogadas na Biblioteca de Filosofia Espiritualista Moderna e das Ciências Psíquicas, pore le fundada. Logo, depois, ao mesmo Sr. Jean Meyer, todos os meus volumes e brochuras depositados na impressora Arrault, em Tours, bem como os clichês, estampas e acessórios referentes a essas obras. Se, por ocasião do decesso do Sr. Jean Meyer, o funcionamento de sua Biblioteca acima designada estiver comprometida, minhas obras passarão, desde logo, ao domínio público, e todos os publicistas poderão reproduzi-las, com a condição de se aterem escrupulosamente ao texto de cada última edição, sob o contrôle e vigilância de meus executores testamentários. »

 

Léon Denis

Como usar nosso site

Para baixar os vídeos clique sobre os tópicos!

João Nunes Maia

Michel Pépé